Quem Somos - CDMD

Quem Somos

Natureza

A Comunidade Doce Mãe de Deus é uma Associação Privada de Fiéis, que congrega leigos, consagrados e clérigos, de direito diocesano, com personalidade jurídica de acordo com os cânones 298-311 e 321-329, constituída segundo as normas da Igreja Católica e de seus Estatutos, reconhecidos no dia 15 de abril de 2001, pela Arquidiocese da Paraíba. Possui Estatuto Civil e é reconhecida como Instituição Civil de Direitos Privados, sem fins lucrativos e de Utilidade Pública.

História

Em 1986, a partir da leitura do livro bíblico Atos dos apóstolos capítulo 2, versículos 42 a 47, jovens que pertenciam a um grupo de oração, oriundo da Renovação Carismática Católica, chamado Jesus de Nazaré, sentiram-se movidos ao ideal comunitário, semelhante à vida dos primeiros cristãos. Este anseio intensificou-se pelo conhecimento e espiritualidade a partir da vida de São Francisco de Assis, num desejo de testemunhar a radicalidade evangélica nos tempos atuais. Assim, em 29 de agosto de 1989, escutaram o convite do Senhor a dar um “sim” a um novo estilo de vida, a Comunidade Doce Mãe de Deus.

Identidade

O “sim”de cada membro Doce Mãe de Deus faz nascer na Igreja uma nova forma de vida evangélica em resposta às necessidades dos tempos modernos. Possuindo uma identidade própria, a partir de seu Carisma, Espiritualidade e Missão, este modo de vida se caracteriza como uma Comunidade Nova.

Como parte de uma “primavera na Igreja”, outros diversos movimentos nascidos pós-Concílio Vaticano II testemunham uma autêntica forma de vida na Igreja, tendo como principal característica a diversidade. Homens, mulheres, famílias, celibatários e sacerdotes vivenciam o mesmo Carisma.

O Carisma da Comunidade Doce Mãe de Deus se fundamenta no evangelho de Jo 19, 25-35, o episódio da Cruz, resposta maior do amor, na qual Cristo doa a vida pelos seus. Aos pés da Cruz está Maria, a Mulher fiel, e o Discípulo Amado, “aquele que viu e dá testemunho” (Jo 19,35). À luz deste Evangelho, a Comunidade é chamada a “Ser Testemunha do Mistério da Salvação de Cristo pelo amor da Cruz”. O que implica o anúncio do Mistério salvífico de Cristo, sobretudo, através do testemunho de vida.

Espiritualidade

A Espiritualidade se constitui, entretanto, a partir de três grandes colunas: a Cruz, extremo do amor que nos anima, sustenta e fortalece; a Eucaristia, Memorial do Mistério Pascal de Cristo, e Maria, que nos ensina a estar em posição de total aceitação, vivência e perseverança ao plano de Deus.

Na Comunidade cultiva-se a oração pessoal e comunitária; a prática da Lectio Divina; a Oração das Horas; a Vida Sacramental e a devoção mariana, vias de crescimento na vida interior. Uma das fortes marcas da sua espiritualidade é a adoração ao Santíssimo Sacramento, sinal de amor e gratidão Àquele que nos ama e nos chamou para sermos suas testemunhas.

A Missão Doce Mãe de Deus consiste na evangelização de todos os povos, levando-os à experiência pessoal da Salvação de Jesus. A Comunidade é chamada na Igreja a partir em missão a outras terras ou localidades aonde o Evangelho precisa ser anunciado. Sendo sua maior expressão as Casas de missão DMD.

Formas de vida

A Comunidade Doce Mãe de Deus vive seu Carisma, Espiritualidade e Missão em duas formas de vida: a Comunidade de Vida e a Comunidade de Aliança. As duas formas de vida, expressam, nas suas diferenças, o único Carisma e se completam na vivência do mesmo.

A Comunidade de Vida é chamada a viver em comum e a doar-se integralmente para o serviço do Reino de Deus, através do Carisma. Chamado à partilha dos bens e da vida, mostra ao mundo a beleza e a felicidade de irmãos que deixam tudo para seguir a Cristo.

Na Comunidade de Aliança, os membros desempenham diversas atividades no meio familiar, profissional, acadêmico e no cotidiano de suas vidas anunciam o Carisma e santificam o meio onde estão inseridos.

 

Estados de Vida

Somos chamados a viver o mesmo Carisma em vocações específicas, expressas nos três estados de vida: Celibato, Vida Matrimonial e Ministério Ordenado. Cada um dos membros na sua especificidade partilha a vida em comum e a missão.