Notícia

Viva Deus! Viva Deus!

Imagem: Redes sociais

Viva Deus! Viva Deus!

Esta é a maior expressão que hoje meu coração sente necessidade de gritar! De que Deus está vivo! De que as nossas lutas são enxergadas bem de perto no seu Amor e no seu Coração.

Meu filho Gabriel completou 23 anos no dia 09 de novembro. Ele adquiriu paralisia cerebral após uma negligência médica aos 3 anos e 7 meses de idade. E ao longo desses anos, temos vivenciado grandes desafios com Gabriel.

Nos últimos anos, temos percebido um desvio maior em sua coluna por conta da tetraplegia e por isso, foi nos pedido ter uma cadeira mais adequada por conta do quadro que ele apresenta. E foi avaliado a necessidade desta cadeira vir com uma almofada digitalizada, que por sua vez, está calculada somente a almofada, em aproximadamente 4 mil reais. Algo que fugia da nossa realidade. Pois, não temos reserva, a não ser a reserva do Amor de Deus!

E eu disse para professora que acompanha Gabriel, que nós não teríamos condições no momento. E ela sugeriu a possibilidade de fazermos uma campanha. A princípio ela tinha uma cadeira que trouxe para Gabriel, mas não deu nele, por conta da coluna e da escoliose, que tem comprometido também a parte respiratória dele.

A princípio, nós relutamos muito para adquirir a cadeira desta forma (por meio de campanha). E ela me perguntava várias vezes: “Ana Claudia de que você tem medo?” E eu dizia, que tinha medo de chegar o dia de pagar a cadeira e não ter o dinheiro.

A paralisia de Gabriel, trouxe na minha alma a cura de muitas paralisias. E eu dizia que eram paralisias que ninguém conseguia enxergar. Pois, eram pessoais, internas. Mas, esta, Deus quis tornar pública. Eu tenho muita dificuldade de pedir. Pedir para o outro é sempre mais fácil. Mas, pedi para casa e para meu filho, mexeu com muitos sentimentos. Eu tive medo, vergonha… vergonha de expor nossas dificuldades financeiras. E fui resistente por uma experiência negativa que tivemos. No início do problema de Gabriel, alguém se beneficiou fazendo uma campanha com uma foto dele. E por isso, eu disse para Deus que nunca faria uma coisa assim.  No entanto, Deus e seus caminhos. Ele utilizou a professora de uma forma sutil e suave.

Então, foi aberta uma campanha online e divulgada nas redes sociais no dia 08 de novembro, aproximadamente as 23h30min. E a aluna que abriu a campanha (acompanha Gabriel na terapia ocupacional no campo do estágio), estava tendo mais fé do que eu naquele momento. Mas, pedi a Deus que levantasse um exército nesta campanha.

No dia 09 era o aniversário de Gabriel. E passamos o dia avaliando a campanha, pois, chegamos ao final do dia com 1 mil reais. E os alunos avaliavam dizendo que se continuasse naquele ritmo, com 10 dias conseguiríamos o dinheiro, que era o total de 10 mil reais. E eu dizia para o Senhor: “Senhor, estamos vivendo uma crise financeira no país. As pessoas não têm dinheiro. Como isso pode acontecer?” E entendi que no coração de Deus não existe crise financeira, mas um coração escandaloso de amor.

Com menos de 48 horas, na sexta-feira as 6h da manhã, meu esposo ao acordar, viu que já tínhamos alcançado 70% da campanha. O amor de Deus foi tão grande, que ficamos constrangidos! Deus dá aos seus, até mesmo quando estão dormindo. Foi assim que aconteceu conosco. Dormimos com 1 mil reais e acordamos com 7 mil e 200. E com menos de 72 horas, tínhamos fechado os 100% da campanha.

É assim que Deus realiza seus milagres. Do jeito Dele, da forma Dele. Ele quis realizar para mostrar que Ele é Deus. E foi muito bonito experimentar as promessas de Deus: “Eu estarei contigo até o fim dos tempos.”

E a minha casa acolhe esta manifestação de Amor! Não foi apenas a aquisição de uma cadeira, mas, a aquisição de Fé. Deus quis mostrar que Ele é Deus, independente da situação. Muitas vezes um desafio que nos colocar abatidos, desacreditados, mas, Ele mostrou mais uma vez, que é o mesmo Deus, de ontem, de hoje e de sempre.

Sentimos muita gratidão no coração, por Deus usar da vida de Gabriel para evangelizar. Recebemos as ofertas mais inusitadas, a oferta da viúva e dos que podiam… No sábado, uma pessoa que vende tomates na Ceasa, ao ouvir a história de Gabriel, deixou seu box e saiu para pedir aos outros colegas e arrecadou uma quantia. Ao voltar para o box, perguntou ao gerente pelos tomates que havia deixado para vender e ele disse que tinha vendido tudo. Quando ele chegou em nossa casa para deixar a oferta, ele nos disse que isso aconteceu, porque saiu para cuidar das coisas de Deus e Deus cuidou das dele.

Hoje, minha família só sabe agradecer a Deus por suas promessas se cumprirem em nossa vida. Somos muito gratos por esta experiência de Amor. Aos olhos do mundo nós não temos nada, mas aos olhos de Deus nós temos tudo. O amor de Deus é um amor que forma, que corrige e que nos mima, porque Ele é Deus.

Desejamos que assim como cantamos o Magnificat da Virgem Maria em nossa família, você que lê este texto também possa experimentar o Amor desse Deus maravilhoso, que é bom em todo tempo e que precisa ser adorado por tudo o que Ele é e não pelo o que Ele nos dá! Viva Deus!

Ana Cláudia (Consagrada da Comunidade Doce Mãe de Deus), seu esposo Materno (Consagrado da Comunidade Doce Mãe de Deus) e Gabriel e Juliana (filhos do casal e testemunhas do Amor de Deus).