Notícia

Santos Jovens: santa Maria Goretti

Imag

De família católica, Maria Goretti, encantou-se, desde muito jovem, aos ensinamentos de sua igreja. Sabia o que era certo e o que era errado, e costumava viver na pureza e na santidade que Deus sempre quis.

Aos 11 anos de idade ela foi morar com sua família em uma cidade próxima de Roma, e na casa vizinha estava um jovem, alguns anos mais velho e consideravelmente maior em estatura. Este jovem apaixonou-se por ela, a observava enquanto ela fazia seus deveres domésticos e cuidava de seu irmãozinho mais novo.

Ele, sempre que a encontrava, tentava persuadi-la a deitar-se com ele. Sua resposta era precisa: “não posso! É pecado, é pecado!”

Certa vez, em que a “pequena Santa” estava sozinha em casa, este jovem adentrou sua casa e, mais uma vez, tentou contra sua pureza, que novamente negou-lhe abruptamente. O jovem, não se contentando tirou uma faca de sua bainha e deu 14 facadas em Maria Goretti. O que acabou sendo fatal.

De sua parte, evocou-se um sincero perdão, nos últimos minutos de vida disse a sua mãe: “eu o perdoo… quero que ele esteja junto a mim na glória eterna! ” De fato, ele se arrependeu e tornou-se Frei Capuchinho, da 3º ordem Franciscana e, ao lado da mãe da Santa, presenciou a canonização da mesma.

No mundo em que vivemos, é difícil encontrarmos jovens como Goretti, ao passo que muitos perdem sua inocência e pureza por muito pouco, aprendemos da Santa que é possível resistir aos impulsos da carne, conservar a Palavra de Nosso Senhor firme em nosso interior e nadar contra a correnteza do mundo.

Mateus de Moura Zaidan
Missionário na comunidade de vida Doce Mãe de Deus